Marcha para Jesus em São Paulo deve reunir 2 milhões de cristãos

0
310

imagesSegundo o site Gospel Mais, ontem em São Paulo, aconteceu neste sábado a 21ª edição da Marcha para Jesus, que apresentou como tema “Novo Tempo”.
O evento, que é organizado pela Igreja Renascer em Cristo, reúne cerca de 2 milhões de pessoas que caminharam da Praça da Luz até a Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, na Zona Norte de São Paulo, no evento que começou às 10h deste sábado (29).

O público estimado no evento é duas vezes maior que o da edição de 2012. Os números de publico foram dados pelo apóstolo Estevam Hernandes, da Igreja Renascer, que preside o evento. Ele afirma que o grande público presente nessa edição da Marcha foi motivado pelas manifestações que tomaram o país nas últimas semanas. A PM estima que, por volta das 15h, o público era de cerca de 400 mil pessoas.

– Acredito que muitas pessoas foram motivadas pelas manifestações a estar marchando também – declarou Hernandes, segundo o G1.

A realização do evento demandou grandes intervenções no trânsito da capital paulista. Para garantir a segurança da Marcha, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) bloqueou diversos corredores de tráfego da cidade. No início da tarde o congestionamento causado pelas intervenções no trânsito eram estimados em quase 30 km. Cerca de dois mil ônibus, de caravana de várias partes do Brasil, foram alocados em bolsão reservado pela CET.

Na Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, o público acompanha shows de bandas e grupos como Renascer Praise, Diante do Trono, Aline Barros, Ao Cubo, Inesquecível, Asaph Hernandes, Davi Sacer, Regis Danese, Mariana Valadão, André Valadão, Cassiane, Thalles Roberto, Marcelo Aguiar e Fernandinho. O evento acontece até às 20h30.

Além do apóstolo Estevam Hernandes, um dos responsáveis pela organização do evento, a Marcha conta também com a participação de conhecidos líderes evangélicos, como o pastor Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, e o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

Feliciano subiu em um trio elétrico vestindo uma camiseta da Marcha com a frase: “Eu represento vocês!” escrita nas costas. A frase seria uma resposta do deputado às polêmicas que esteve envolvido desde que assumiu a presidência da comissão, visto que seus maiores opositores, os ativistas gays, pedem sua saída da comissão afirmando que o parlamentar não os representa.

– Eu represento um segmento conservador da sociedade, um segmento família da sociedade. Esses aqui eu represento – afirmou Feliciano.

A assessoria de imprensa da Marcha Para Jesus, afirmou que a presença de Feliciano foi uma “surpresa”, já que o deputado não havia confirmado presença até a véspera.

Além das personalidades evangélicas e artistas gospel, o palco do evento recebeu discursos de autoridades do poder Executivo, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e p ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), que afirmou: – É uma festa maravilhosa, da cidadania, um presente para São Paulo. Eu, como prefeito, participei de várias edições. É um dia de muita festa.

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) também compareceu à Marcha, e foi vaiado ao subir ao palco e anunciar que falava em nome da presidente Dilma Rousseff. Ele ainda parabenizou o Apóstolo Estevam e a Bispa Sonia Hernandes pela organização pacífica do evento.

Várias pessoas presentes no evento manifestaram seu apoio ao projeto que mais causou controvérsia desde que Feliciano se tornou presidente da Comissão de Direitos Humanos, apelidado de “cura gay”. Apoiadores do projeto carregavam faixas com os dizeres “Cura Gay, uma mentira dos ativistas gays”.

Os fiéis levaram também outras faixas para a marcha, entre elas uma escrita “Procurando Lula” e outra “Manifestação pacífica tem limite. Fora baderna e vandalismo”, em referência ao vandalismo que tem marcado vários dos recentes protestos pelo país.

Os protestos não motivaram apenas o grande público do evento, mas também uma série de manifestações dos fiéis presentes na Marcha, que empunhavam cartazes com dizeres inspirados nas frases que ficaram famosas durante as manifestações de cunho político. Durante a marcha era comum encontrar cartazes com frases como “#vemprarua falar de Jesus”, “vem pra rua marchar com Cristo” e “Brasil contra cristofobia”, além de muitas pessoas com os rostos pintados de verde e amarelo.

Além disso, boa parte dos participantes incorporou os temas abordados nas últimas semanas nas ruas, segundo o Terra. Assim como nos protestos que acontecem em várias cidades brasileiras, fiéis carregavam cartazes pedindo melhora na qualidade dos serviços públicos, como saúde, educação e transporte.

– Os evangélicos representam uma fatia considerável da população brasileira. Já estamos cansados de ver tanta coisa errada e precisamos também nos posicionar – afirmou o professor Daniel Azevedo, 38 anos, que levava uma faixa com a frase: “Jesus é 10, educação e saúde é zero”.

– Tem que ir para as ruas mesmo, desde que seja pacífico a gente apoia – concordou a química Patrícia Neves, 31 anos, que também carregava a faixa.

Fonte: Gospel +

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDulcelene de Jesus: Onde mora a perfeição
Próximo artigoQuem é a nova Cantora de Rock Cristão, Cristiane Ross
Ponto das Igrejas
O Ponto das Igrejas é um canal interativo onde o povo de Deus toma conhecimento sobre os fatos que ocorrem no Brasil e no mundo. Desta maneira, ajudamos aos irmãos que não podem ficar muito tempo na internet , ao acessar o Ponto, sair do campo da ignorância e perceber que Jesus está voltando. O Ponto, atualmente, apresenta alguns colunistas que estão sendo usados por Deus para dar ânimo aqueles soldados feridos nas batalhas da vida. Somos criados para glória Dele e usamos as palavras para testemunharem os feitos do Senhor em nossa vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui