Vídeo do Pastor Piragine contra o PT é censurado no Youtube

0
219

300_218_qjrjNjibadYouTube cria uma forma de censura contra pastor evangélico. O vídeo foi visto por mais de quatro milhões de pessoas.
O pastor Paschoal Piragine Jr., da Primeira Igreja Batista da Curitiba, expõe os motivos por que os fiéis, segundo ele, não devem votar no PT— e a descriminação do aborto é uma delas. Como sabem, não postei o vídeo aqui porque poderia parecer endosso a tudo o que Piragine diz. E tenho algumas boas divergências. Mas isso agora é irrelevante.

 

Ocorre que o Youtube passou a pedir senha ou registro para que o vídeo possa ser acessado. Lê-se a seguinte mensagem:

“Segundo a sinalização da comunidade de usuários do YouTube, este vídeo ou grupo pode ter conteúdo impróprio para alguns usuários”.

Epa! Aí não dá! Impróprio para quem? Especialmente para os petistas, não?

Quantos são os vídeos no YouTube que esculacham os tucanos e todos aqueles que o PT considera adversários?

Falar mal do partido, agora, deve ser algo escondido, como se o Internauta usasse a Internet para ver pornografia? É uma forma de censura.

Não se trata de expor a intimidade de ninguém ou de calúnia. É uma crítica politica, concorde-se ou não com ela.

Essa gente vai ter de aprender a viver num país livre!

Informações – Veja / Reinaldo Azevedo

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDilma ‘lava as mãos’ sobre homofobia
Próximo artigoSilas Malafaia: gays mancham de ‘sangue’ outdoors do pastor
Ponto das Igrejas
O Ponto das Igrejas é um canal interativo onde o povo de Deus toma conhecimento sobre os fatos que ocorrem no Brasil e no mundo. Desta maneira, ajudamos aos irmãos que não podem ficar muito tempo na internet , ao acessar o Ponto, sair do campo da ignorância e perceber que Jesus está voltando. O Ponto, atualmente, apresenta alguns colunistas que estão sendo usados por Deus para dar ânimo aqueles soldados feridos nas batalhas da vida. Somos criados para glória Dele e usamos as palavras para testemunharem os feitos do Senhor em nossa vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui