Pastor Márcio Valadão: “Não existe uma oração a Deus que fique sem resposta”

Quantas vezes o homem se sente como se suas orações não fossem ouvidas por Deus? Mas, de acordo com Márcio, as nossas orações sempre são respondidas.

0
77

“Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal”. É lendo 1 Pedro 3:12 que o pastor Márcio Valadão, líder da Igreja Batista da Lagoinha introduz um assunto importante em seu último programa “Profetizando Vida”.

Quantas vezes o homem se sente como se suas orações não fossem ouvidas por Deus? Mas, de acordo com Márcio, as nossas orações sempre são respondidas.

“O que o Senhor lembra aqui é a Palavra de Deus. É Deus falando. O que significa isso? ‘Os olhos do Senhor repousam sobre os justos’. Em outras palavras, as 24 horas, cada minuto, cada segundo, os olhos do Senhor repousam sobre os justos”, comentou.

Ele explica o que é ser uma pessoa justa. “Justo é aquela pessoa que foi justificada por Jesus. Não existe ninguém que é justo por causa dos seus méritos ou religião. Por causa das suas virtudes. Não existe ninguém que é justo por ela mesmo. Há um momento quando os olhos delas são abertos para ver a obra maravilhosa que Jesus realizou ali na cruz e declarou: ‘Aquele que não conheceu pecado se fez pecado por nós para que nEle fosse feito justiça de Deus’”, ressaltou.

Uma nova criatura

O pastor continua sua ministração ressaltando que quando um pecador se converte, Deus passa a olhar para ele como justo. “É por isso que quando alguém toma Jesus como seu salvador, Deus o declara justo. Deus o vê, a partir daquele momento, como se não tivesse cometido um único pecado, porque agora ele foi justificado. Ele foi perdoado e o Senhor passa a vê-lo agora com uma nova identidade, por causa dos méritos de Jesus”, pontuou.

“Não existe uma oração que vai ficar sem resposta. Os ouvidos do Senhor estão abertos à súplica do justo. É por isso que o justo pode se aproximar diante do Senhor sem nenhum complexo de culpa, de condenação e pode rasgar seu coração diante do Senhor em súplica, aquele pedido que vem lá do fundo do coração”, explicou.

Márcio ainda fala sobre a questão dos pedidos. “Não é simplesmente um pedido de coisas materiais, mas acima de tudo, de ter uma comunhão maior, um relacionamento mais profundo com o próprio criador. O maior mal que alguém pode praticar é não tomar a Jesus Cristo como Senhor e salvador. O maior mal que alguém pode praticar é rejeitar a obra que Jesus Cristo realizou ali na cruz por ele”, disse.

Confira o vídeo na íntegra:

Fonte: Guiame