Polyanna Spínola Dias: O Tempo

0
154

TEMPO-O-TEMPO-2Tudo na vida é um grande aprendizado, mas você já parou para pensar como alguns vivem? Se formos analisar e questionar algumas coisas vamos perceber que ao tentar corrigir algo todos gostariam de voltar ao TEMPO. Porque, na verdade, muitos deixam de aproveitá-lo e o desperdiçam sem se dar conta de que ele é único, por mais óbvio que pareça ser. Uns deixam de perdoar como se amanhã ainda houvesse outra oportunidade. Não valorizam o momento e depois olham para trás e percebem que poderiam ter feito melhor.

O que é a vida, o que é o tempo?

A vida é um dom de Deus, uma oportunidade única de vivermos a grande experiência que é nascer, crescer, amadurecer, fazer amigos, amar, ser amado, ter experiências. Não dá para definir em palavras, não cabe no tempo, pois é maior que ele; não pode ser descrita com perfeição, pois é mais perfeita que as palavras que tentam desenhá-la.

Mas uma coisa é certa: a vida nos foi dada para ser vivida com intensidade. De que adianta reclamar da juventude e querer ser adulto e quando for adulto perceber que a responsabilidade é grande e que perdeu todo o restante da juventude reclamando que queria ser algo que agora é pesado de carregar? Você não viveu a sua juventude no tempo certo e agora quer viver no tempo errado.  Assim não consegue ter sua vida passada, nem viver a sua vida presente. E com isso, como será seu futuro?

Ah, mas você não. Aproveitou a infância, a juventude, mas queria logo casar e quando casou não suportou o peso da responsabilidade.   Outros, logo que casam querem tanto um filho e quando ele chega não tem tempo de desfrutá-lo: não sentam, não conversam, não ensinam, não tem paciência. Ai o filho cresce e então o pai percebe que o bebê se foi e a saudade daquela tempo lhe dói, pois o que foi semeado – a distância – agora é o fruto que lhe resta e não sabe como reverter a situação.

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.” (Eclesiastes 3:1-8)

A Bíblia tem instrução para todas as áreas de nossa vida. E este texto deixa bem claro como há tempo para todas as coisas, então por que desperdiçamos tanto este precioso tempo? Simplesmente porque não valorizamos esta instrução e não identificamos o tempo e as estações que estamos.

Para que perder tempo com mal humor, briga, desânimo, desesperança? Algumas destas coisas edifica?

Por que ser tão negativo, pessimista, crítico, estraga prazer, desonesto? Estas ações nos conduzem a um lugar melhor ou  produtivo?

A verdade é que o dia-a-dia, o corre-corre, as pressões do trabalho, as batalhas espirituais, as forças externas, as dificuldades e as lutas vão tirando de nós os olhos limpos, a pureza de ver em tudo a mão de Deus e as suas maravilhosas obras, onde tudo contribui para o bem daqueles que O amam. E então, não paramos para aproveitar as misericórdias do Senhor que se renovam a cada manhã sobre nossas vidas.

A Bíblia diz ainda que quem não tem sabedoria que a peça a Deus que a dá liberalmente. Discernir o tempo não é algo fácil mas devemos pedir sabedoria a Deus para isso e, então, aproveitarmos melhor cada momento de nossas vidas: crescendo, amadurecendo e caminhando rumo ao nosso destino, ao nosso propósito ate que alcancemos a estatura de varão perfeito.

Reflita sobre isso e evite desperdiçar seu tão precioso tempo. Ele não volta . E a semente de desperdiço também vai lhe custar. Pois você vai ter que voltar ao caminho para fazer uma nova semeadura e então esperar que ela cresça e você, enfim, colha daquilo que voltou a plantar. Qual o fruto que deseja? Então seja esta a semente a ser lançada. Se amor, assim você também o colherá, se cólera, então esta é a sua paga.  Use o seu tempo da forma que desejar, mas não esqueça que colherá o fruto referente ao que plantou neste período.

Polyanna Spínola Dias – Colunista do Ponto das Igrejas – Quinta-feira

Jornalista

polyannaspinola@gmail.com

COMPARTILHAR
Artigo anterior“Deus não é católico”, afirma papa Francisco
Próximo artigoCaio Fábio diz que deixou de ser evangélico para pregar o evangelho
Ponto das Igrejas
O Ponto das Igrejas é um canal interativo onde o povo de Deus toma conhecimento sobre os fatos que ocorrem no Brasil e no mundo. Desta maneira, ajudamos aos irmãos que não podem ficar muito tempo na internet , ao acessar o Ponto, sair do campo da ignorância e perceber que Jesus está voltando. O Ponto, atualmente, apresenta alguns colunistas que estão sendo usados por Deus para dar ânimo aqueles soldados feridos nas batalhas da vida. Somos criados para glória Dele e usamos as palavras para testemunharem os feitos do Senhor em nossa vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui