Dulcelene de Jesus: Perdas

0
241

Tenho pensado muito sobre perdas.
É algo que tenho ouvido com freqüência, as pessoas falando sobre o que perderam e como isso afetou suas vidas.
Em como seu presente não é o que gostariam e nem o que teriam o direito de viver porque as “perdas” afetaram negativamente toda a vida.
Refletindo muito sobre isso e confrontando com a palavra de Deus pude observar o quanto estamos equivocados.
Tomamos posse de coisas que não nos pertence, mas que Deus colocou em nossas vidas para administrarmos.
Valorizamos demais coisas passageiras e fúteis e ignoramos as coisas concretas, coisas eternas que Deus quer que amemos com paixão.
Não nos alegramos com o que temos, mas sofremos e achamos que o que nos falta é que nos preencherá que nos fará felizes, porém nos esquecemos que passamos parte de nosso dia frustrados e reclamando de ter que cuidar de tantas coisas que lutamos tanto para ter.
Passamos ocupado; tempo demais, porém não frutificamos. Ao final de cada dia nem somos capazes de dizer o que fizemos, mas estamos esgotados.
Amamos tudo o que não temos e não cuidamos do que possuímos.
Nutrimos sentimentos desnecessários e prejudiciais e rejeitamos fazer boas escolhas.
Vivemos frustrados o tempo todo por causa de nosso passado, não aproveitamos nosso presente e assim destruímos nosso futuro.
tristezaNós nos enganamos atribuindo culpas a outros, e não escolhemos viver fazendo o que é certo, porque vivemos de acordo com nossos sentimentos momentâneos.
Não podemos viver refém de nossos sentimentos e tomar decisões em nossas vida baseados neles, porque mudam de acordo com as circunstâncias, ou dependendo de como estamos fisicamente ou do lugar e pessoas que estamos e as vezes, em grande parte das vezes, não alimentamos nossos sentimentos da palavra de Deus, mas de nossas próprias frustrações.
Quando refletimos sobre tudo isso, nossa visão sobre perdas é alterada.
Não são as coisas que “perdemos” que interferem em nossas vidas e alteram nosso futuro, mas o modo como lidamos com isso.
Obter mais coisas não nos deixará mais felizes, mas viver de modo grato e fazendo de nossas vidas algo útil e frutífero, fazendo algo para alguém mais que não seja apenas nós mesmos.
Perdemos muito quando não aproveitamos nosso tempo, quando não amamos como devemos, quando negamos um abraço, um sorriso, uma boa ação, uma linda e sincera oração, não se ouve uma boa canção… Quando deixamos entulhar nosso coração, quando em nossa mente domina um turbilhão, quando não dispensamos amor ao nosso irmão.
Perdemos muito quando nos recusamos a ofertar o perdão, quando podemos e não estendemos a mão, quando em nossa volta tudo precisa ser ao nosso próprio respeito, quando não oramos porque não estamos bem, deixamos de ir ao culto por estar de mau humor e se vamos não dizemos sequer um amém.
Perdas verdadeiras e irrecuperáveis é a vida que vivemos de modo desregrado, longe de Deus e de seus propósitos. Quando esquecemos as coisas concernentes ao Reino e só cuidamos de nossos próprios negócios.
Quando coisas são mais importantes que pessoas e o supérfluo é a nós substancial.
Perda é não admitir os próprios erros e nunca se propor a mudar. Achar que culpar aos outros vai de algum modo nos beneficiar, querer ter uma vida boa, mas a vida alheia atormentar.
Perda, é não se dar uma segunda chance só para outro magoar, é cair uma vez e nunca mais querer se levantar, é errar e viver se culpando e desistir de querer acertar.
Perda é viver essa vida tão passageira e não se lembrar que uma vida eterna está a nos esperar e passar cada dia sem se preocupar em se preparar para a eternidade porque para ela o único caminho é Jesus, e este está prestes a voltar.

 

Dulcelene de Jesus – Colunista do Ponto

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAna Hickmann teria buscado ajuda na Igreja Universal para engravidar
Próximo artigoAndréa King: Passando o velho para trás
Ponto das Igrejas
O Ponto das Igrejas é um canal interativo onde o povo de Deus toma conhecimento sobre os fatos que ocorrem no Brasil e no mundo. Desta maneira, ajudamos aos irmãos que não podem ficar muito tempo na internet , ao acessar o Ponto, sair do campo da ignorância e perceber que Jesus está voltando. O Ponto, atualmente, apresenta alguns colunistas que estão sendo usados por Deus para dar ânimo aqueles soldados feridos nas batalhas da vida. Somos criados para glória Dele e usamos as palavras para testemunharem os feitos do Senhor em nossa vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui