Jóia Rara

0
456

Colar-Jesus-de-Prata-Banhado-a-Ouro-18k_jumbo

Apesar de eu não ser normalmente uma pessoa muito falante, gosto muito de compartilhar as maravilhas que Deus tem feito em minha vida. Apesar de serem experiências muito pessoais em boa parte das vezes, creio que ao compartilhar, posso gerar fé no coração das pessoas. Não há nenhuma intenção de autopromoção, até porque, ao derramar certas bênçãos sobre nós, Deus trabalha também no nosso caráter.

Então, depois de descermos à casa do oleiro (Jr 18), e sermos moldados e aperfeiçoados na fornalha, depurados como o ouro e a prata(Zc 13,9), Ele nos leva aos lugares mais altos e vai revelando a sua glória e as suas maravilhas.

Numa dessas vezes que compartilhei desses “pequenos” milagres que vivo todos os dias, percebi que houve uma desconfiança, e eu poderia dizer, até mesmo um certo ar de deboche. A reação imediata ao meditar sobre aquele momento foi de ficar bem triste, envergonhada, preocupada com o que iam pensar de mim. O sentimento que veio logo a seguir foi de raiva, e então pensei:”Bom, eu já tenho pra mim mais que o suficiente.Não vou perder meu tempo com quem não crê.”

Nesse momento, o Senhor começou a falar comigo. Quando abri minhas mensagens de whatsapp, visualizei um áudio que recebi já havia um tempo, mas não tinha parado pra ouvir. Aquilo me chamou a atenção e resolvi dedicar alguns minutos para saber do que se tratava. Neste áudio havia a história mais ou menos assim: um aluno foi ou seu mestre e falou:”Professor, eu estou com um problema. Os meus colegas não me respeitam. Dizem o tempo todo que sou incapaz, lento, tenho pouca inteligência…Como faço para conquistar o respeito deles para que me valorizem?”

O professor olhou pra ele, pensou um pouco, tirou um anel que estava em seu dedo e entregou para o menino, dizendo:”Vá até o outro lado da rua e veja se consegue alguém que compre este anel por uma moeda de ouro.”

Mais que depressa o menino atravessou a rua com o anel nas mãos e chegando ao mercado, mostrava a mercadoria para várias pessoas perguntando em seguida

se não estariam interessadas em comprar aquele anel por uma moeda de ouro. Examinavam o anel e zombavam do menino, dizendo que aquele anel não valia aquele preço.

Depois de já ter feito inúmeras tentativas mal sucedidas, já cansado e desanimado, voltou ao seu mestre e disse:”Ninguém naquele lugar valoriza o seu anel.Eles acharam um absurdo eu cobrar uma moeda de ouro por ele.”

Então, com o mesmo ar sereno o professor olhou para seu aluno e disse:”Você tem razão. Não mandei você no lugar certo. Você precisa ir até alguém que entenda de joias. Você precisa consultar um especialista. Vá naquele joalheiro que fica na outra quadra e peça que ele avalie esse anel, depois me diga quanto ele pagaria.”

Ao chegar na joalheria, o joalheiro examinou detalhadamente aquele anel e disse:”hoje eu poderia conseguir pra você 23 moedas de ouro nele, mas se você não tiver pressa, consigo ainda um valor bem maior.”

Mais que depressa o aluno retornou ao seu mestre com a notícia, agora ele tinha ido ao lugar certo.

Com isso, o Senhor me ensinou que:

1) Não devo aceitar avaliações de leigos. Nem todos conhecem a Deus o suficiente para saber do que Ele é capaz de fazer pelos seus filhos. A jóia que Ele colocou dentro de cada um de nós, somente Ele e aqueles que têm um coração voltado para as coisas de Deus poderão reconhecer.

2)Devo ser misericordiosa, pois eu, em determinada fase da minha vida e do meu crescimento espiritual, também não entendia a manifestação das maravilhas de Deus.

3)O que é normal pra mim, não é normal pra todos. Descobri isso ao ouvir um pastor que admiro muito falar que, a única vez que ele ouviu Deus falar audivelmente com ele foi quando ele estava prestes a sofrer um acidente de carro e Deus mandou que ele freasse o seu veículo.

4)Ninguém foi mais questionado que Jesus, ao dizer que falava com Deus e que era o próprio Filho de Deus. Se o Mestre passou por isso, que dirá eu, uma simples discípula.

Nunca devo permitir que ninguém roube as minhas experiências com Deus. Se tenho certeza, não importa que os outros duvidem.Também, não devemos deixar que essa incredulidade manche o nosso coração.

Lc 18:8: ”Quando porém vier o filho do homem, porventura achará fé na terra?”

Você é uma jóia rara nas mãos do Senhor. Brilhe por onde quer que você passar, mas saiba que seu brilho poderá incomodar a alguns, mas com certeza, fará toda a diferença na vida de outros.

Andréa King- Colunista do Ponto das Igrejas

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui