Irai-vos e não pequeis.

0
464

Sl 4,4: ”Irai-vos e não pequeis; consultai no travesseiro o vosso coração e sossegai.”

Tenho sido moldada neste aspecto. Estou aprendendo a pensar antes de responder, a consultar o Senhor em oração, a olhar ao meu redor antes de tomar qualquer atitude. Ainda estou no B-A-BA do domínio próprio, mas estou aberta a aprender com meu mestre Jesus.

Jesus não perdia o controle da situação, Ele se mantinha firme e sereno, sempre cheio de autoridade e sabedoria, pois, antes de responder qualquer coisa, Ele examinava a situação, sondava os corações e ouvia do Pai aquilo que era pra Ele compartilhar.

Em Ef 4,26-27 o apóstolo Paulo retoma este assunto, exortando os discípulos de Cristo à santidade: ”Irai-vos,e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Nem deis lugar ao diabo.”

É bíblico se irar. Jesus se irou na porta do templo quando viu aquelas pessoas fazendo da casa de seu Pai um grande comércio, Deus se irou contra Moisés quando este ficou arrumando várias desculpas para não servir de instrumento na libertação do povo hebreu das mãos de faraó.

Em Naum 1,2-3 a Palavra nos diz através do profeta:”O Senhor é Deus zeloso e vingador, o Senhor é vingador e cheio de ira; o Senhor toma vingança contra os seus adversários, e reserva a indignação para os seus inimigos. O Senhor é tardio em irar-se, mas grande em poder, e jamais inocenta o culpado;”

Ml 3,6: ”Pois eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, filhos de Jacó, não sois consumidos.”

Deus é constante, Ele não muda. Inclusive quando se ira. Ele ama constante e incondicionalmente as pessoas, mas odeia e se ira a cada instante contra o pecado.

Por isso, a sua Palavra nos deixa registrado em Tg 1,19-20”Sabei estas coisas, meus amados irmãos, todo homem pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.”

Deus se irou mas não pecou, Jesus se irou, e também não pecou. Já Moisés, com seu grande senso de justiça, ficou tão irado ao ver um egípcio surrando um compatriota, que perdeu o seu controle e matou o egípcio. Se deixou levar por sua ira, não raciocinou. Não havia a menor necessidade dele cometer aquele assassinato. Com apenas uma ordem ele poderia ter parado aquela agressão.

Por isso Deus o levou ao deserto e o tratou por 40 anos, até que ele se tornou o homem que Deus precisava que ele fosse, capacitado para libertar o povo hebreu, capacitado para ser um grande líder e vaso se honra nas mãos do Senhor.

Não perca o seu controle. Não aceite que o inimigo controle você através das suas emoções. Deixa Deus te moldar conforme a sua vontade, que é boa, perfeita e agradável.

Reflita, observe a sua volta, repare toda a situação, e medite na instrução que Deus te der . Nem tudo precisa de resposta imediata, mas se precisar, tenha o cuidado de não pecar.

Andréa King- Colunista do Ponto das Igrejas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui