Gosto muito de passear, de olhar vitrines e, quando estou podendo, fazer compras. E não sei quanto a você, mas eu não gosto de adquirir produtos falsificados. Em primeiro lugar, sou contra a pirataria, por ser crime. Em segundo lugar, um produto falsificado nunca vai ter a qualidade do produto original. Ele pode parecer igual, mas no momento em que é testado, sua qualidade deixa a desejar .Como existe “uma lenda” de que os produtos do Paraguai são, na maior parte, falsificados, vou usar esse termo para comparação.

Assim somos nós, crentes. Precisamos ser como os produtos originais. Quando as dificuldades aparecem na vida do ”crente original”, ele está preparado, pois sua fé está firmada na rocha da Palavra de Deus, seu relacionamento íntimo com o Pai faz com que sua confiança Nele seja incondicional. Ele gasta tempo na presença de Deus, estuda sobre Jesus e ouve e reconhece a sua voz. Isso faz com que esse discípulo comece a se parecer com seu mestre. Se torna forte, transmite paz e sabedoria. Sua palavra é uma só. Jesus nos alerta em Mateus 5,37: ”Seja, porém,o vosso falar: Sim,sim;não,não;pois o que passa daí vem do maligno.”

2jyku7qexn_2xa31kepz4_fileJá o crente “do Paraguai”, aquele que não se firmou em Deus e em sua Palavra, que construiu sua casa sobre a areia e não busca viver os ensinamentos de Jesus, quando se depara com a tempestade, não tem alicerce. Ele parece firme, parece que lê a Bíblia, parece que vive de acordo com as Escrituras, mas muitas vezes ele é como uma moeda, com dois lados diferentes. Na igreja usa uma linguagem, tem um certo tipo de comportamento, mas quando sai dali, vive um outro tipo de vida. Por não investir seu  tempo na presença de Deus, em comunhão com Jesus, não se identifica com Eles, não se parece com Eles.

Em Mateus 7,24-27, a Palavra de Deus, através do seu filho Jesus nos ensina a sermos praticantes de seus ensinamentos, pois assim seremos como o homem prudente  que  edificou a sua casa sobre a rocha, e esta, nada pode derrubar. Mas aquele que ouve as palavras de Jesus e não as coloca em prática,este é como o homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia, e esta, com os ventos e a chuva, ficou em ruínas.

Peço a Deus que me ajude a cada dia com minhas fraquezas, meus defeitos… Que eu seja uma cristã  “ORIGINAL”, verdadeira, e não uma crente que parece, mas não é. Que eu possa ser digna de ser chamada embaixadora de Cristo, não pela minha capacidade, mas pela graça de Deus na minha vida. Que eu realmente seja um testemunho vivo do amor de Deus nesta terra, e consiga cumprir o “ide” do Senhor com excelência. Essa é a minha oração pela minha vida e pela a Igreja de Cristo.

Essa foi apenas uma forma bem humorada para nos chamar à reflexão à respeito do nosso testemunho de vida, como cristãos, e de como podemos fazer a diferença neste mundo sendo realmente diferentes deste mundo.

Andréa King- Colunista do ponto das Igrejas

 

 

 

COMENTE PELO FACEBOOK