Jardineiro Fiel

0
162

jardineiro

Se tem uma coisa que gosto de fazer é cuidar de plantas. Gosto de ver um jardim bem cuidado, com as plantas viçosas, apesar de ultimamente  não ter dedicado muito tempo pra isso.

Esses dias, enquanto eu estava cuidando do meu jardim, afofando a terra, retirando aqueles matinhos que crescem ao redor das plantas, comecei a meditar na Palavra de Deus, e como ela nos instrui a manter o nosso coração com uma terra fértil, e arrancar o que não presta da nossa vida. Para que a boa semente do Senhor seja plantada em nosso coração, ele precisa estar receptivo, aberto. É como um jardim. O canteiro precisa ser preparado para receber a semente, e esta, caindo em boa terra, vai frutificar.

Como adubamos e afofamos a “terra” do nosso coração? Não seria, por acaso, se expondo à Palavra de Deus? Ouvindo, lendo e meditando nesta Palavra. Afinal de contas, nosso espírito precisa de alimento, precisa da seiva do Espírito Santo para se fortalecer. Nossa mente precisa ser renovada em Cristo, para que possamos pensar conforme Deus pensa, falar conforme Deus fala, produzir milagres como Ele produz. Em Romanos 10:17 as Escrituras nos ensinam que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir vem pela palavra de Cristo.

Precisamos estar atentos aos pequenos “matinhos” que vão crescendo em nossas vidas, e arrancá-los antes que criem raízes profundas. Esses “matinhos” podem ser comparados com pequenas mentiras, que muitas vezes achamos que não tem problema de falarmos, os pensamentos errados que as vezes ficam passeando pela nossa mente, e se não vigiarmos, saem pelos nossos lábios em forma de julgamento, mexericos, confusões, ou através de ações.

Se arrancamos o que está errado desde o princípio, não teremos maiores problemas mais tarde. Jesus falou ao povo enquanto ensinava: ”Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti :pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.”(Mateus 5,29)

Recentemente precisei arrancar uma árvore que estava destruindo as paredes da minha casa com a sua raiz. Ela entrou por baixo do meu muro e foi uma destruição silenciosa, até o ponto que ficou tão grande, que se tornou visível. Pequenos “matinhos” podem crescer silenciosamente, e causar grande destruição. Depois que fica grande e com raízes profundas, além de ser difícil de arrancar, vai deixar alguns prejuízos.

Deixar Deus, nosso fiel jardineiro, nos podar, fará toda a diferença na nossa vida. Quando convidamos o Espírito Santo para habitar em nós, Ele mesmo faz esse tão necessário trabalho de jardinagem. Mas não se esqueça, Ele precisa se convidado por você, e então fará uma obra maravilhosa na sua vida.

Andréa King- Colunista do Ponto das Igrejas.